Afinal, tinha mesmo uma razão de ser!


Na adolescência me perguntava bastante o motivo de ter a obrigação de entender e estudar algumas matérias, entre elas a física, a matemática e a química. Um pouco por preguiça, outro tanto por preferir conteúdos diferentes das ciências exatas e um grande monte porque meus interesses eram outros, mais recreativos e “alternativos”.
Bueno, que ironia, hoje passei a manhã estudando artigos na internet sobre reflexação, refração e difração de ondas em meios líquidos! Física pura!
Meu interesse nesses fenômenos é antigo, surgiu quando peguei onda pela primeira vez na praia de Makapili, no Havaí. Acho que era 2002 e aquela onda quebrando perpendicular à praia, que batia de frente e as vezes de lado na onda seguinte, me intrigou. Fiquei impressionado com a formação que ela apresentava e com as manobras que meus amigos eram capazes de “tirar da cartola” usando a força que a água proporcionava.
Desde então a tal da refração, reflexão, difração, junto do ângulo, direção da ondulação, ventos, marés e demais movimentos realizados pelo balanço do oceano influenciam diretamente nos mares e nos lugares onde quero e gosto de pegar onda. Principalmente, pela especificidade que existe em deslizar na água com uma prancha de bodyboard. 
Uma breve explanação, para leigos como eu, sobre refração segue abaixo e está disponível no link: http://www.mundoeducacao.com/fisica/reflexao-refracao-difracao-das-ondas.htm

“Quando uma onda se propaga passando de um meio para outro, ela sofrerá uma mudança de velocidade e direção de propagação. Esse fenômeno é chamado de refração. Assim, quando dizemos que uma onda se refratou ao passar de um meio para outro, queremos dizer que sua velocidade foi alterada e sua direção sofreu uma mudança de sentido, passando obliquamente para o outro meio.”
Aqui em Florianópolis temos alguns picos interessantes onde as ondas apresentam características refratárias. Neste outono alguns deles se apresentaram “pra regular a lenta” da galera. Tomara que este inverno seja repleto de física! 



Abraço!
Fotos desta publicação de Tayran Muniz e Rodrigo Amorim.